Conheça o NASADEM, o melhor reprocessamento do SRTM da história

Um novo modelo global de elevação digital (DEM) foi lançado. O NASADEM é um reprocessamento dos dados da missão SRTM (Shuttle Radar Topography Mission) para melhorar a precisão da altimetria e preencher os dados de elevação que estavam ausentes (gaps). Os dados são disponibilizados com 1 arco segundo de resolução (30m).

Os dados foram aprimorados com o uso de algoritmos e dados que não estavam disponíveis no momento do lançamento dos dados da SRTM original. Os dados ausentes no SRTM foram refinados e completos com dados de elevação do ASTER GDEM.

.
SRTM – Dados ausentes em vermelho. Original versus SRTM reprocessado. Grand Canyon, Arizona, EUA. Fonte: Crippen et al., 2016. (fonte: GIS Lounge)

Mensagem da NASA:

Reprocessamos todo o conjunto de dados SRTM a partir de medições brutas dos sensores, com melhorias validadas nos algoritmos de processamento originais. Incorporamos os dados do GLAS para remover erros na etapa ideal da cadeia de processamento SRTM. Mesclamos os DEMs do SRTM aprimorados, os DEMs ASTER e GDEM V2 refinados e os dados GLAS usando o software de mosaico SRTM para criar o NASADEM sem falhas e sem vazios. Além disso, fornecemos várias novas camadas de dados não disponíveis ao público a partir do processamento SRTM original: coerência interferométrica, retroespalhamento de radar, ângulo de incidência de radar para permitir a correção radiométrica e um mosaico de imagens de retroespalhamento de radar a ser usado como uma camada para classificação global de terrenos cobertura e uso da terra.

Veja o Twitter e o Vídeo sobre o NASADEM :

Onde Baixar os dados?

Fonte: NASA, GIS Lounge, Twitter

ALOS PALSAR: O DEM mais preciso disponível gratuitamente

São os dados de elevação em escala global mais precisos disponíveis (12.5m). Ele usa o Satélite Avançado de Observação Terrestre “DAICHI” (ALOS) baseado no mapeamento estéreo do PRISM.

Onde você pode baixar? Através do site ASF, selecionando a área de interesse. Para baixar você precisará logar ou criar uma conta gratuita no EarthData da NASA se ainda não tiver uma.

ALOS
Exemplo de como baixar dados do site ASF/Alos Palsar – Use a opção Hi-Res Terrain Corrected
Resolução de 12.5 metros do Alos Palsar gratuitamente

Ou ainda pode-se baixar os dados se registrando online por meio do portal JAXA Global ALOS e fazer o download . WebMap Alos

Relacionado

Gostou? Compartilhe

4 Comments on “Conheça o NASADEM, o melhor reprocessamento do SRTM da história”

    1. Em termos de images de satélite, o WorldView-4 era o de maior resolução, mas pifou. Agora o satélite WorldView-3 da Maxar fornece imagens de satélite comercial de alta resolução com resolução espacial de 0,31 m pancromático (1,24m multi).
      Pléiades da AirBus também está muito próxima disso com 0.5cm pan, 2.1m multi do planeta todo a cada 26 dias.
      —-
      Já se a pergunta foi sobre DEM (diferente de imagem), talvez o melhor DEM (na verdade DSM) comercial hoje seja o AW3D da L3Harris/Jaxa.
      Segundo eles: AW3D Standard é o melhor DEM global do mundo. Mais de 3 milhões de imagens de satélite ALOS PRISM foram usadas para criar rasters 3D digitais de alta resolução (0.5 a 2.5m) mais abrangentes disponíveis atualmente. https://www.aw3d.jp/en/products/standard/
      Além disso eles podem produzir ortho-imagens de alta resolução de qualquer local do planeta; as imagens são obtidas com a sofisticada constelação de satélites operada pela Maxar Technologies e JAXA e, em seguida, ortorretificada usando dados AW3D Standard / Enhanced como fonte DEM. https://www.aw3d.jp/en/products/ortho/

  1. Há um erro conceitual nesse artigo, o ALOS-PALSAR não é um MDE de 12,5 metros de acurácia como muita gente acredita, na verdade ele é somente uma reamostragem de pixel do SRTM, e portanto não é o mais indicado para ser usado. Para entender melhor sugiro que assistam o vídeo do professor Carlos Grohmann falando um pouco sobre os MDE gratuitos disponíveis: https://www.youtube.com/watch?v=rltgCF7R6wg

    1. Obrigado pela referencia André. Não conheço este professor por isso prefiro citar o ASF diretamente, que em nenhum momento fala nada em SRTM e sim que foi utilizado o instrumento PALSAR do satélite ALOS da JAXA.
      https://asf.alaska.edu/data-sets/sar-data-sets/alos-palsar/alos-palsar-about/
      Não creio que a creditada agência ASF da Universidade do Alaska, parte da NASA Distributed Active Archive Centers faria uma reamostragem para baixo como o professor alega, mas….fica o alerta para quem for utilizar, para pesquisar melhor. Abcs

Deixe um comentário (deixe nome, email e site em branco para comentar como anônimo)

O seu endereço de e-mail não será publicado.