As 10 ferramentas de geoprocessamento que todo analista GIS precisa conhecer

Ferramentas de geoprocessamento que todo analista GIS precisa conhecer

Todo analista GIS que se preze precisa conhecer e operar várias ferramentas de geoprocessamento e analise no dia a dia. Algumas são mais avançadas, outras são básicas; umas são utilizadas todos os dias, outras são utilizadas somente em raras ocasiões. Algumas você conhece como funciona sem precisar pensar, outras você precisará fazer uma pesquisa antes para descobrir como funciona ou se aquela ferramenta realmente faz o que você precisa.

Contudo, não importando qual nível você se encontra, seja você um guru GIS ou simplesmente um usuário esporádico, estas 10 ferramentas são extremamente úteis e usadas com frequência e você precisa conhecê-las mais a fundo. Utilizamos como referência o ArcGIS, mas todas elas existem com nomes semelhantes no QGIS também:

1) Buffer: Esta ferramenta cria um outro polígono ou linha a uma distância específica ao redor ou internamente (entrando com número negativo) a feição selecionada. Veja mais

2) Clip: Ferramenta usada para extrair de um layer de entrada as feições que se sobrepõe com um segundo layer. Só funciona com polígonos e os atributos do layer de entrada são preservados na saída. Aprenda mais

3) Merge: A ferramenta merge combina feições de layers diferentes (porém do mesmo tipo) em um novo layer de saída. O merge de edição funciona da mesma forma porém combinando polígonos do mesmo layer. Leia mais

4) Dissolve: Uma ferramenta muito usada para simplificar base de dados. Ela agrega feições com mesmo atributos, ou seja, faz um merge de todos os polígonos com o mesmo valor em um campo da tabela de atributos. Aprenda mais

5) Intersect: Outra ferramenta muito usada. Ela intersecciona dois layers e a saída é um layer que apresenta apenas o que se sobrepõe em todos os layers de entrada, combinando as tabelas de atributos. Leia mais

6) Erase: Ferramenta que possibilita apagar de uma camada de entrada uma segunda camada chamada Erase Feature. O resultado é um layer de saída que é o layer de entrada com o erase layer removido da mesma. Veja mais

7) Union: Ferramenta utilizada para juntar várias camadas de entrada em um único layer de saída que conterá os atributos de todos os layers de entrada que se sobrepões. Ao contrário do merge, Union só funciona com polígonos .

8) Extract by Mask: Ferramenta muito utilizada para recortar uma área de interesse como um município, bacia hidrográfica, etc de uma imagem raster (altimetria, satélite, etc).Em outras palavras, funciona como o Clip para camadas raster.

9) Trace: Apesar de o trace não ser uma ferramenta de geoprocessamento em si e sim de edição, ele merece destaque visto da enorme utilidade do mesmo na edição cartográfica, possibilitando criar segmentos de linha e polígonos que seguem exatamente a borda de um layer adjacente. Você também pode setar offset e digitalizar a uma distância específica de uma borda. A ferramenta é tão útil que temos um artigo especial sobre ela, veja aqui e também aqui

10) Feature to Line, Point, Polygon: São ferramentas de gerenciamento de dados usadas para manipulação e conversão de layers de uma geometria para outra para possibilitar a aplicação de diferentes ferramentas de geoprocessamento.

E você, é um guru GIS ou um aprendiz?  Sabe qual ferramenta usar para cada tarefa? Deixe seu comentário abaixo:

Comente:

Gostou? Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.