Fusão, Pan-Sharpening e Combinação de Bandas no Landsat 8

As imagens do Landsat se tornaram uma ferramenta básica para a comunidade que necessita de dados de observação da Terra. Ao adquirir até 1.400 novas imagens por dia, os Landsat 7 e 8 nos deram uma visão sem precedentes do nosso planeta. Mas não é apenas a quantidade de imagens que o torna tão útil. Dentro de cada cena, um tesouro de dados aguarda aqueles ansiosos por explorar o planeta, pixel a pixel, visto do espaço.

Cada banda representa um pedaço único do espectro eletromagnético, definido pelo comprimento de onda. Isso permite imagens multiespectrais que vão além da luz visível que nossos olhos podem ver. Também nos permite combinar essas bandas para ver o invisível, fazer cálculos importantes ou reunir apenas os dados da luz visível para produzir uma imagem de cor natural.

Visto que o Landsat 8 possui bandas adicionais ao Landsat 5 e 7, as combinações usadas para criar composições RGB  diferem do Landsat 7 e Landsat 5.

Por exemplo, bandas 4, 3, 2 são usadas para criar uma composição colorida/infravermelho (CIR) utilizando Landsat 7 ou Landsat 5. Para criar uma CIR composta utilizando dados do Landsat 8, deve-se usar as bandas 5, 4 e 3. Abaixo a lista com as principais combinações

Fonte: ESRI

NO ARCGIS:

Para fazer a composição das bandas no ArcGIS, vá na toolbox, em Data Management tools > Raster>Raster Processing> Composite Bands. Veja abaixo algumas combinações de bandas RGB comuns, comparando Landsat 7, Landsat 5 e Landsat 8.

A ESRI também publicou as combinações de bandas mais utilizadas para diversas finalidades: 

USO / ÊNFASEBANDAS L-8
Cor Natural4 3 2
Falsa Cor (Urbano)7 6 4
Infravermelho (vegetação)5 4 3
Agricultura6 5 2
Penetração atmosférica7 6 5
Saúde Vegetal5 6 2
Terra/Água5 6 4
Natural com Atmosfera removida7 5 3
Infravermelho Curto7 5 4
Análise de Vegetação6 5 4
Fonte:  Blog ESRI

Pan-Sharpening

A técnica conhecida como panchromatic sharpening (ou pan-sharpening) é a combinação dos detalhes de uma imagem de alta resolução presente em uma banda pancromática (preta e branca) com a informação em cores, mas de menor resolução de outras bandas (geralmente apenas as bandas visíveis).

As bandas espectrais do Landsat 7 e 8 têm resolução de 30 metros por pixel, enquanto a banda pancromática tem resolução de 15 metros por pixel. Por si só, a faixa pancromática pareceria um tanto desinteressante; como outras bandas individuais, aparece em preto e branco. Mas ao contrário de outras bandas, ele captura uma faixa muito mais ampla de luz, permitindo que seja significativamente mais nítida. Como resultado, as imagens pancromáticas são duas vezes mais detalhadas do que as bandas espectrais individuais.

Uma imagem duas vezes mais detalhada é muito mais valiosa e pode revelar características ou fenômenos que de outra forma seriam difíceis de ver. É por isso que o processo de pansharp combina o melhor das duas para obter uma imagem colorida (multiespectral) mas de maior resolução espacial (da pancromática):

Para fazer isto no ArcGIS, basta baixar as bandas e rodar a ferramenta: Data Management Tools > Raster > Raster Procesing > Create Pan-sharpened Raster Dataset.

No QGIS, a biblioteca GDAL tem a função pan sharpening. Clique aqui e veja como fazer em vídeo

Recursos

Gostou? Compartilhe

11 Comments on “Fusão, Pan-Sharpening e Combinação de Bandas no Landsat 8”

  1. Olá…. Estou iniciando e gostaria da opinião de vocês. Para realizar uma classificação de Uso do Solo no SCP (qgis), qual a combinação de bandas do LandSat 8 é recomendada? Obrigada.

  2. acho que ainda é meio cedo, mas acredito que logo tenha artigos publicados sobre isto. Creio que usando a mesma metodologia do ndvi com landsat 5 e 7 é possível fazer para o 8…tlvz mudar a ordem de alguma banda.

  3. Já existe os dados de limite maximo e minimo de cada banda do landsat 8 ? Distancia Terra-Sol para os dias julianos de cada raster é o mesmo que é usado para o landsat 5 e 7 ou haverá mudança ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.